Banner Câmara Medianeira Banner Câmara Medianeira Banner Câmara Medianeira Banner Câmara Medianeira

Notícias

Audiência Pública é realizada na Câmara para debater situação de haitianos no Município

10/07/2018 - Atualizado em 10/07/2018 às 10:56

A Administração Municipal através da Secretaria Municipal de Assistência Social e CRAS, realizou nesta segunda-feira (9) no plenário da Câmara de Vereadores, uma audiência pública para debater sobre o levantamento e identificação dos fluxos migratórios da comunidade haitiana presente em Medianeira. O estudo foi realizado pela internacionalista Andréia Barcellos, visando conhecer melhor as necessidades e costumes destes imigrantes.

Estiveram presentes o presidente da Câmara Municipal, Sebastião Antonio, e os vereadores Aristeu Elias Ribeiro, Tarcísio Becker e Valdecir Fernandes, o vice-prefeito José Vani Grassi, a chefe do escritório regional da Secretaria da Família, em Foz do Iguaçu, Herinne Vitória Silva, a secretária de Assistência Social, Delcir Berta Aléssio, membros dos conselhos municipais de Assistência Social, dos Direitos da Criança e do Adolescentes, do Conselho Tutelar e representantes de organizações não governamentais.

Andréia trouxe informações detalhadas sobre a situação dos 84 haitianos que residem atualmente no Município. A entrevista foi realizada com 67 haitianos e aponta que 91% estão com a documentação em dia. O gênero mais presente é o de mulheres, são 52% da comunidade. Outro dado relevante é que todas as crianças e jovens em idade escolar estão regularmente matriculadas na escola. Além disso, 76% estão interessados em trazer as famílias para o Brasil.

“A margem dos que estão trabalhando é de 57%, porém notou-se boa vontade por parte dos empregadores em contrata-los, não havendo discriminação por motivos xenofóbicos ou racial, mas sim, uma necessidade do domínio da língua portuguesa”, aponta o levantamento. Os dados foram colhidos em um período que Andréia esteve de férias no Município. A pesquisa apresentou dados sobre a situação do Haiti após a série de desastres naturais que matou milhares e que abalou a estrutura econômica do país.

A audiência pública contou ainda com a apresentação do professor da UNILA convidado, Dr. Júlio da Silveira Moreira, que abordou sobre “Interculturalidade e acolhimento a migrantes” com análise a lei de migração (Lei n.º 13.445/2017), e do representante da Pastoral da Mobilidade Humana, diácono João dos Santos. João falou sobre o trabalho já desenvolvido inicialmente pela Paróquia Nossa Senhora Medianeira em parceria com o poder público no atendimento a estes imigrantes.

O presidente da Câmara, Sebastião Antonio, comentou sobre o interesse do poder público em buscar a regularização da situação dos imigrantes em nossa cidade. “O Legislativo sempre estará à disposição para participar nas discussões e na busca constante por soluções a tudo que for de relevante interesse público e social.  Sabemos que políticas públicas, hoje, possuem resultados altamente positivos quando se há dados concretos, que permitam o conhecimento efetivo do problema a ser trabalhado. Portanto, parabéns a todos os envolvidos e ao trabalho louvável da Andréia e da Secretaria Municipal de Assistência Social”, pontuou.

Acesse o portal da transparência