Banner Câmara Medianeira Banner Câmara Medianeira Banner Câmara Medianeira Banner Câmara Medianeira

Notícias

Lindeiros e Amop fazem assembleia conjunta e debatem desenvolvimento regional

05/02/2018 - Atualizado em 05/02/2018 às 09:12

O presidente da Câmara de Medianeira, Sebastião Antonio, esteve acompanhando a Assembleia Geral Ordinária (AGO), conjunta do Conselho e Desenvolvimento dos Municípios Lindeiros ao Lago de Itaipu e a Associação dos Municípios do Oeste do Paraná (Amop), realizada nesta última sexta-feira (02), em Cascavel. O principal objetivo foi discutir e alinhar pautas que se referem ao desenvolvimento conjunto, tanto dos municípios que fazem parte do Conselho dos Lindeiros, quanto aos demais federados da Amop.

As pautas conjuntas requerem maior interação, tendo em vista que, a partir de 2018 a Itaipu Binacional ampliou a parceria que tinha com a região lindeira, para 54 municípios do Oeste do Paraná.

Dentre os principais destaques, estiveram em pauta a formação de uma comitiva para participação na assembleia da Associação Nacional dos Municípios Sedes de Usinas Hidroelétricas e Alagados (AMUSUH), em busca do aumento do percentual de repasse dos Royalties. Além disso, também foram apresentados projetos em desenvolvimento, caso da IV Gincana Jovens Lindeiros Ligados à Vida, lançamento do Projeto Mais Verão, que ocorre de 03 de fevereiro a 04 de março em 14 municípios, divulgado o projeto Futsal Lindeiros e apreciação da ata de reunião do conselho de Fiscal para aprovação das contas de 2017 do Conselho dos Lindeiros.

Com características peculiares, pleitos específicos dos 16 municípios que margeiam o Lago de Itaipu foram citados, caso de atendimentos à saúde e segurança, acentuados pelas características inerentes à região de fronteira e movimentação de pessoas entre Brasil e Paraguai.

Futsal Lindeiro

A presidente do Conselho de Desenvolvimento dos Municípios Lindeiros, Cleci Loffi, chamou a atenção dos prefeitos para agilizarem junto à Itaipu os trâmites necessários para aderir ao projeto Futsal Lindeiros. O prazo se encerra em 10 dias. Serão trabalhadas as categorias sub-11, sub-13 e sub-15. “A Itaipu vai contratar professor de Educação Física para trabalhar o projeto, assim como, arbitragem e aquisição de premiação, além de material esportivo. Os municípios vão disponibilizar transporte e alimentação para os atletas”, destaca.

Pleitos conjuntos

O presidente da Associação dos Municípios do Paraná (AMP), Marcel Micheletto, ressaltou o empenho dos municípios lindeiros, Itaipu e Amop, pela união e defesa conjunta dos pleitos regionais.

Para o deputado Élio Rusch há a necessidade de investimentos em todos os municípios que fazem parte da bacia que deságua seus rios no Lago de Itaipu, com ações voltadas à sustentabilidade e preservação ambiental. “É necessário se preocupar com as próximas gerações. Desenvolvimento integrado por intermédio das entidades, é muito importante este trabalho que está sendo feito”, frisou.

O deputado Adelino Ribeiro ressaltou que, neste momento há a possibilidade de mais investimentos em conjunto com a Itaipu Binacional e por intermédio do Governo do Estado.

O ano de 2017 foi de muitas conquistas pela Amop, segundo o presidente, Rineu Menoncin, com destaque para a Itaipu que abriu a parceria para além dos Lindeiros e passa a investir em todos os municípios do Oeste do Paraná.

Projetos e ações

O diretor de Coordenação da Itaipu Binacional, Newton Kaminski, apresentou ações e projetos da estatal. Os convênios renovados, assim como as novas parcerias, obedecem um orçamento celebrado para 2018. “O desafio é consolidar a parceria por intermédio de planejamento em diferentes áreas como conservação de solo, recuperação de nascentes e demais ações que geram resultados positivos quanto à preservação, principalmente relacionado à sedimentação no reservatório de Itaipu.

Como ocorreu nos Lindeiros, Bacia do Paraná 3 e, agora no Oeste do Paraná, devem ser levadas ações conjuntas. Entre os destaques para este momento na região lindeira, está a revitalização das praias, o que possibilita, inclusive, a exploração comercial dos espaços. “Precisamos melhorar também, em conjunto com a Copel, a qualidade da energia, principalmente, na área rural dos municípios que demanda de fornecimento contínuo para a manutenção de determinadas atividades produtivas.

Assessoria*

Acesse o portal da transparência